Trilogia Bill Hodges – Stephen King

15803548_171271353354374_5448673585621106688_n

Foto: arquivo pessoal

O carnaval foi a desculpa perfeita para ler “Último Turno” do Stephen King e terminar a trilogia do detetive Bill Hodges. Para quem não conhece, os livros são Mr. Mercedes, Achados e Perdidos e Último Turno. Tenho a intenção de fazer uma resenha mais aprofundada sobre cada uma das histórias. Mas, antes, gostaria de apresentar a trilogia como um todo!

Resumidamente, King conta a história do detetive aposentado Bill Hodges e a sua caça ao Assassino da Mercedes, ou Brady Hartsfield, um cara que matou e deixou feridos durante a feira de empregos no City Center. O nome vem do fato que ele roubou um Mercedes para atropelar essas pessoas. Tudo porque a morte e a sensação de estar no poder/controle da vida de outras pessoas o fascinam.

O primeiro, Mr. Mercedes, trata justamente da volta de Brady após o fracasso de Hodegs em capturá-lo. A inteligência e perspicácia deixam Brady sempre a frente de todos. Além, de claro, ele estar aprontando outro massacre, dessa vez ainda maior. Hodges, Holly e Jerome precisam correr contra o tempo para descobrir o que ele está aprontando dessa vez.

Achados e Perdidos é a história paralela de Brady, Hodges e, principalmente, Morris Bellamy, um cara que assassinou seu autor favorito e esconde diversas de suas histórias não publicadas. Morris é preso por outro motivo e acaba sem todo esse tesouro. Anos depois, o adolescente Peter Saubers encontra os manuscritos e resolver tirar certo proveito disso. É quando Morris sai da prisão, descobre tudo e vai atrás de vingança. Além de Hodges acabar como investigação do caso através da sua empresa que leva mesmo nome do livro, vemos também sua relação com Brady, que sofre as consequências do desfecho da história anterior.

Já o último livro ou melhor, Último Turno, volta os holofotes para Brady, que descobre novos métodos para levar pessoas a cometerem suicídio. Através de um jogo antigo chamado Zappit, ele consegue entrar na mente desses escolhidos até que eles compreendam que a última solução para suas vidas é a morte. Apesar de, no geral, a trilogia não ter nada de paranormal, aqui Stephen King dá a sua pitada especial.

Eu gostei muito da trilogia. Não sei me decidir se o meu favorito é Mr. Mercedes ou Achados e Perdidos. O que tenho pra dizer é que King traz mais uma história envolvente, que a cada virada de página tira o fôlego para saber o que vai acontecer, ou se vai realmente dar certo ou não. E, bem, nem sempre dar certo é algo que acontece, né?

Inclusive, algumas cenas foram de embrulhar o estômago, principalmente quando relacionadas a algumas mortes… Não vou dizer o que é, claro, mas se alguém já leu e quiser discutir sobre isso porque eu realmente foram cenas chocantes pra mim. Considero Último Turno o mais fraco de todos, mas não tira toda a maestria de King.

Leia também a resenha de Escuridão Total Sem Estrelas.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Trilogia Bill Hodges – Stephen King

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s