Minha experiência com livros em inglês

Oi, gente, tudo bem? Hoje vim falar um pouco de como foi começar a ler alguns livros em inglês.

Já fazia um tempo que queria levar o inglês também para as minhas leituras, porém, sempre que comprava livros era em português, principalmente porque as edições nacionais costumam ser mais baratas. Depois que comprei o Kindle, resolvi dar uma chance para os e-books em outras línguas.

Primeiro, tentei ler The Raven, do Edgar Allan Poe, mas foi um fracasso total. O texto é bem difícil em inglês, pelo menos pra mim, e eu sofri muito pra ler haha. Aí decidi ler uns livros mais contemporâneos e deu certo.

Li “My Heart And Other Black Holes” e “Eveything, Everything”. A primeira história, escrita pela Jasmine Warga, conta a vida de Aysel, uma adolescente que sofre bullying na escola e alguns problemas dentro de casa. Com as tragédias e momentos difíceis de sua vida, a garota planeja se suicidar e encontra um “parceiro”, Roman, para isso através de um site. Acho muito importante o livro por abordar um assunto tão delicado como a depressão, o suicídio e assuntos que giram em torno de transtornos mentais, muitas vezes banalizados.

Já o segundo foi escrito pela Nicola Yoon e narra a vida da Maddy, uma garota que tem uma doença rara e que a impede de viver sua vida normalmente, ela nem pode sair de casa! O livro conta sobre como é o seu dia a dia até se apaixonar pelo vizinho e tudo virar de cabeça para baixo. A história tem algumas reviravoltas e, apesar de ter ficado com raiva em alguns momentos, eu gostei bastante. Ah, o livro foi adaptado e o filme deve ser lançado em maio.

Achei muito fácil ler os dois livros, mas acho que isso aconteceu, principalmente, por causa do Kindle. Ele tem traduções e dicionários ao nosso dispor, então, quando não entendia uma palavra, era só buscar e o contexto ficava bem fácil de entender.

Obviamente que a leitura em português é muito mais inclusiva para todos nós, mas se você tem um pouco da língua em sua vida, acredito ser uma forma e tanto de treinar e aprender ainda mais.

Um dos motivos que me fez procurar por mais livros em inglês foi o fato de ter mais contato com a escrita “natural” do livro. Sinto que, às vezes, as histórias traduzidas perdem um pouco do que o autor quis expressar em determinadas partes. Claro que isso não acontece sempre e nem em todos os livros, mas queria sentir o texto original também, sabe?

Eu curti muito ler em inglês, acho uma experiência que vale a pena. Sempre dou uma olhada em e-books na língua, encontrei alguns bem baratos na Amazon. Agora fico aqui com muita vontade de comprar as versões internacionais de todos os livros que já tenho… Mas, né, quem sabe um dia!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s